Cerâmica e vidro

Cerâmica e vidro

A cerâmica é um dos principais materiais a ser utilizado em contacto com os alimentos. O principal perigo relacionado com os produtos cerâmicos, vernizes e esmaltes utilizados na sua decoração é a possível migração do chumbo e cádmio para os alimentos.

Como estes metais são tóxicos e podem ser perigosos para a saúde existem limites tanto para os metais como para a conformidade, que deve ser garantida pelo fabricante ou, no caso de importação de um país terceiro, pelo importador através de atividades de monitorização adequadas.

A Diretiva sobre artigos de cerâmica

O documento de referência é a Directiva 84/500/CEE, que diz respeito à possível migração de chumbo e cádmio de artigos cerâmicos que, no seu estado acabado, se destinam a entrar em contacto com géneros alimentícios, ou que estão em contacto com géneros alimentícios, e que se destinam a esse fim.

A quantidade de chumbo e cádmio transferidas a partir de artigos cerâmicos não devem exceder os limites estabelecidos na diretiva.

Assim, os artigos cerâmicos que ainda não estejam em contacto com géneros alimentícios devem ser acompanhados por uma declaração de conformidade e documentação adequada para provar que cumprem os limites de migração para o chumbo e o cádmio.

Vidro

Este material não está regulamentado a nível da UE, pelo que cada Estado Membro pode ter legislação diferentes. Em geral, é necessário verificar as características de composição e realizar ensaios de migração, considerando sempre a utilização pretendida do produto final.

Resistência mecânica

Ensaios de resistência mecânica após a lavagem da louça e ensaios de resistência ao calor no micro-ondas são normalmente realizados nestes produtos.
O consumidor final percebe imediatamente os aspectos físico-mecânicos e reológicos de um produto e que pode resultar na escolha pelo consumidor de um produto em detrimento de outro. Mas a resistência da cerâmica em contacto com alimentos é da maior importância por razões de segurança.

A resistência do produto é normalmente testada considerando a sua utilização normal ou razoavelmente previsível. Estes ensaios incluem normalmente compressão, perfuração, fratura e abrasão.

Além disso, são realizados ensaios de aptidão tecnológica para confirmar as propriedades dos materiais em contacto com os alimentos, tais como resistência ao calor, aquecimento ou congelação no forno ou micro-ondas.

Um serviço completo para cerâmica e vidro para contacto com alimentos

A Mérieux NutriSciences realiza ensaios de migração específica de cádmio e chumbo em cerâmica para assegurar a conformidade com a Directiva 84/500/CEE e subsequentes alterações. Adicionalmente, realizamos ensaios de resistência mecânica após lavagem da louça e testes de resistência ao calor no micro-ondas em cerâmica e em produtos de vidro.

Veja também:

Estudos de migração e adequação tecnológica

Partilhe com a sua rede
Perguntas mais Frequentes (FAQs) Provavelmente a resposta à sua dúvida está aqui!
Consulte aqui